NOTICIAS

Astrnomos revelam primeira imagem de buraco negro j feita

Astrnomos revelam primeira imagem de buraco negro j feita

Conforme prometido, nesta quarta-feira (10), astrônomos revelaram a primeira imagem já captada de um buraco negro. A novidade irá marcar a histórica da física.

A divulgação foi feita em um evento que foi organizado pela Fundação Nacional de Ciência dos Estados Unidos e também por representantes do projeto “Event Horizon Telescope” (EHT), uma rede de radiotelescópios espalhados pelo planeta. O anúncio, segundo a Reuters, ocorreu através de entrevistas coletivas simultâneas em Washington, Bruxelas, Santiago, Xangai, Taipé e Tóquio.

O buraco negro que aparece na imagem divulgada nesta quarta-feira está localizado no centro da galáxia M87, cerca de 50 milhões de anos-luz da Terra, disseram os responsáveis pelo projeto. Ele conta com 40 bilhões de quilômetros de diâmetro, ou seja, cerca de 3 milhões de vezes o tamanho da Terra.

A captura da imagem foi possível através da observação do disco de acreção, um tipo de estrutura formada pelo movimento orbital ao redor de um corpo central. Próximo ao buraco negro, a formação do disco fica bastante quente que pode brilhar, e assim emite luz.

Astrônomos revelam primeira imagem de buraco negro já feita.Astrônomos revelam primeira imagem de buraco negro já feita.

Captura da imagem

A imagem só pode ser feita através de dados de vários satélites, que integram o projeto Event Horizon Telescope (EHT). Juntando todas as capturas, através de uma técnica denominada interferometria, os astrônomos conseguiram reproduzir um observatório virtual do tamanho da Terra.

“Como sabemos que os buracos negros existem? Pensamos, é claro, em um buraco negro como algo muito escuro. Mas a massa que ele suga forma um chamado disco de acreção, que fica tão quente que brilha e emite luz”, explica McNamara.

Os pesquisadores fizeram um cronograma de observação do buraco negro e compararam as imagens obtidas com as previstas. O anel possui forma assimétrica e é produzido “por uma combinação de lentes gravitacionais fortes e feixes relativísticos, enquanto a depressão do fluxo central é a assinatura observacional da sombra do buraco negro.”

“Nos modelos de disco de coroamento (onde o momento angular da matéria e do buraco negro estão alinhados), a parede do funil, ou bainha do jato, gira com o disco e o buraco negro; nos modelos de disco com rotação contrária, a parede do funil luminoso gira com o buraco negro, mas contra o disco.”

Os buracos negros são aglomerados que possuem uma grande massa de matéria concentrada em um volume reduzido.

Feito por Carlos tutoriais

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.